07/08/2018

Sete produtos de make que eu não compro mais (com vídeo!)

Oi, gente, tudo bem? Ultimamente, ando viciada em assistir vídeos no YouTube sobre coisas que as pessoas não compram mais. Neles, elas explicam por que deixaram de consumir alguns itens para casa, certos alimentos, roupas e outros bens, e eu acho que eles são muito interessantes porque ouvir as experiências de outras pessoas acaba nos levando a repensar várias compras que fazemos sem necessidade e sem pensar em alternativas mais práticas e econômicas.

Ultimamente, ando desapegando de muitas coisas na minha vida e questionando se preciso de fato consumir e possuir uma série de coisas. Nesse processo, passei a avaliar até mesmo minhas coisas de maquiagem que, por causa do blog, tinham certa "imunidade" (depois podemos falar melhor sobre isso kk). Então, vendo esses vídeos e aplicando o desapego na minha própria vida, achei que seria legal fazer uma lista para mostrar quais são os itens de maquiagem que eu deixei de consumir e, quem sabe, te inspirar a repensar algumas das coisas na sua penteadeira. Lembrando que esse post também tem versão em vídeo, ok? (assista aqui).

Vamos à lista:

a primeira foto mostra um aplicado de máscara de cílios transparente na sobrancelha, a segunda um potinho de sombra unitária e a terceira um dedo com amostra de pigmento

#1 - Máscara de cílios transparente para sobrancelhas

Máscaras de cílios transparentes podem ser usadas para duas coisas: primeiro, para dar um efeito mais discreto aos cílios e, segundo, para fixar os fios da sobrancelha no lugar. O problema é que eu reparei que, na verdade, não uso as que tenho aqui para nenhuma dessas duas coisas. Nos cílios, acho o efeito delas tão mínimo que prefiro usar uma preta mesmo que, por menos exagerada que seja, ainda deixa o olhar mais interessante. Nas sobrancelhas, nos dias em que eu realmente preciso ou quero que os fios fiquem no lugar por várias horas, eu prefiro usar uma cerinha fixadora que vem na minha paleta de sombras para as sobrancelhas. Normalmente, aliás, todas essas paletas de sobrancelhas vêm com uma pastinha, então é mais prático (já que concentra tudo em um produto só), e mais versátil.

#2 - Sombras unitárias

Eu prefiro comprar um quarteto ou um trio de sombras que venham numa embalagem menorzinha que comprar vários potinhos de sombra unitária. Ainda que você não use muita sombra, um quarteto de marrons, por exemplo, vai te dar versatilidade para usar no dia a dia, em festas e em outras ocasiões e, normalmente, sai mais em conta que comprar várias individuais. Além disso, na minha rotina ou quando viajo, prefiro usar uma paleta com mais opções ou uso na pálpebra algum tom da minha paleta para sobrancelhas. É claro que, se um dia, eu encontrar uma sombra única, com uma cor incrível, que só exista na versão individual, posso até comprar, mas, por enquanto, a única que restou na minha coleção foi essa aí da foto, a Skinny Dip, da NYX, que eu gosto bastante e vou manter (até porque já tinha ela aqui kk).

#3 - Pigmentos

Faz tanta bagunça mexer com pigmento que confesso pra vocês que morro de preguiça de usar. Eles são lindos e normalmente dão um brilho maravilhoso para a make, mas percebi que, em vários casos, a diferença entre eles e uma boa sombra, bem pigmentada e macia, não era tão expressiva. Então como acho as sombras compactas bem mais práticas de usar, não pretendo comprar outros. Mantive três na minha coleção porque as cores eram bonitas e não tinha nenhuma parecida nas minhas paletas, mas depois deles, acho que não terei mais nenhum.

a primeira imagem mostra detalhes de uma paleta de sombra e de pós, a segunda mostra um lenço sendo usado para remover a maquiagem, a terceira mostra um lápis bege sendo passado abaixo da sobrancelha e a quarta, um lápis sendo aplicado na boca

#4 - Paletas muito grandes

Eu sei que é tentador ver aquelas paletas com 100, 200 ou mais sombras, ou aquelas que têm vários tons de pós, mas eu não compro mais essas paletas gigantescas por dois motivos. O primeiro é que elas ocupam muito espaço, são difíceis de guardar e de carregar quando me maquio fora de casa ou viajo, por exemplo. O segundo é que, em muitos casos, a gente acaba nem usando de verdade todas as opções de produto. Ainda tem outro problema, aliás: em algumas paletas, há tantos tons parecidos que, no final, se ela tivesse um terço do tamanho, já comportaria todas as cores que, de fato, você têm a disposição. Já reparou nisso?

#5 - Lenços demaquilantes

Esses eu sei que muita gente ama, mas confesso pra vocês que não sou tão fã assim de lenços demaquilantes. Eu gostava deles para quando sabia que voltaria tarde de uma festa ou show, por exemplo, e deixava no carro para tirar a maquiagem no caminho e só ter que jogar uma água no rosto quando chegasse em casa. Só que, hoje em dia, a gente sempre vai pra esses eventos de Uber, o que inviabiliza deixar no carro (dã) e também não dá pra levar com a gente nas bolsas mini que usamos nesses casos. Pra viagens, também prefiro levar um sabonete líquido demaquilante ou demaquilante e algodão mesmo. Além de eles, muitas vezes, não tirarem totalmente a maquiagem, no dia a dia, prefiro usar o tradicional com uma toalha (pra não gerar tanto lixo) ou algodão mesmo.

#6 - Lápis duo para sobrancelhas

Outra coisa que não compro mais são esses lápis duplos para sobrancelha que vêm, de um lado, com uma cor para preencher a sobrancelha e, do outro, um tom de bege para iluminar abaixo dela. Só que, além de ele vir com metade do que um lápis normalmente tem para preencher, que é a função que eu mais uso, eu normalmente uso meu corretivo pra iluminação. É claro que lápis bege é legal para abrir o olhar quando fazemos um olho muito escuro (é um truque também para quem tem olhos pequenos) e eu uso bastante pra isso, mas já tenho um avulso para esses casos, então bani esses lápis duo da minha listas de compras kk

#7 - Lápis labial

Eles são ótimos para fazer o contorno da boca e também podem ser usados como batom, mas eu acabo nunca usando pra nenhuma dessas funções. Uso batom todo dia há tanto tempo que já estou meio treinada para contornar os lábios e, para usar como batom, acho que fica seco demais e um pouco desconfortável. Outra coisa chata é que eles precisam de apontador para serem usados e aconteceu comigo mais de uma vez de ou pegar um lápis pra usar e descobrir depois que ele estava desapontado (quando a tampinha é preta) ou de ele quebrar quando eu estava na rua e eu ter que me virar para tirar o batom, já que não dava para retocar. Ainda tenho uns aqui, com cores lindas, aliás, mas quero evitar comprar novos.

Bom, gente, então é isso! A ideia dessas listas, claro, não é criar regras sobre o que você pode/deve ou não comprar, mas sim nos levantar aquelas saudáveis dúvidas antes de consumir: "Eu realmente preciso disso?", "Será que eu não tenho outro produto em casa que sirva para essa função?" "Esse produto se encaixa na minha rotina de beleza?". Se você pensar direitinho, vai ver que tem algumas coisas que nunca usa porque não acha práticas, outras que têm cores que não combinam com você, outras que simplesmente não fazem falta na sua rotina quando vai se maquiar.

Agora quero saber: você já decidiu parar de comprar determinado produto? Que item de make você comprou mas, depois, percebeu que não era tãaaao útil assim? Deixe sua opinião nos comentários: